quarta-feira, 4 de maio de 2011

E o que pensam de vc?

Estava assistindo no domingo a noite a entrevista do Pedro Bial no programa da Marília Gabriela, revoltadíssima pq agora ele só apresenta Big Brother e não faz mais nada de legal. E no meio da entrevista, no meio de um monte de coisas legais que ele falou, uma coisa me fez pensar: como se dá o processo da autoestima.
Sempre me disseram, desde pequena, que bastava a gente se sentir linda pros outros acharem tbm. Eu sempre achei isso papo furado. Pq tem um monte de gente sem noção por aí, que se acha exuberante e, mesmo assim, eu não acho sequer simpática, quanto mais linda. Um monte de mulher gorda e feia que se acha gatinha e se veste e age como tal. E, ao contrário, conheço um monte de mulher perfeita que se acha horrorosa e não concordo com isso e pronto. Reconheço, entretanto, que a gente tem que se sentir bem com a gente mesma, ngm suporta ter do lado gente que só reclama, que só se desvaloriza.
Mas Pedro Bial falou uma coisa que eu já pensava, que o processo é exatamente o contrário: ou seja, quando os outros passam a te elogiar, vc acredita nisso e passa a viver esse novo conceito. Ou seja, ao me chamarem de linda, eu me sinto melhor, pq não é o meu espelho que tá dizendo, é outra pessoa, com sua vivência, outra cultura e outros parâmetros. E, assim, passo a me olhar diferente e me achar, se não linda, pelo menos bonitinha.
Acho que é isso que acontece com os artistas, políticos, novas celebridades. Com um monte de puxa-saco do lado falando como eles são bonitos, legais, inteligentes, imbatíveis, eles perdem a noção de quem realmente são, passam a acreditar em todos os elogios. O espelho - e a imagem que fazem de si próprios, por consequencia - distorce. E aí, de tanto se acharem, acabam se perdendo e fazendo besteira. Absorvem todo esse poder e começam a se achar os intocáveis.
Mas, porém, todavia, entretanto, conheço gente que nem é tão bonita assim que tem uma luz diferente. E que se sente tão bem consigo mesma, que quem tá do lado já olha com outros olhos e percebe que acha mais bonita do que pressupõe a harmonia dos traços e talvez a balança dite, e às vezes nem sabe exatamente o motivo disso.
Aí vira aquela velha pergunta do Tostines, lembram? A do "é fresquinho pq vende mais, ou vende mais pq é fresquinho?". A pessoa é bonita pq se acha bonita e eu passo a acha-la bonita, ou é bonita pq eu acho ela bonita e ela acredita nisso? Ai, que complicado!!
Em psicologia, autoestima inclui a avaliação subjetiva que uma pessoa faz de si mesma como sendo intrinsecamente positiva ou negativa em algum grau (Sedikides & Gregg, 2003). Ou seja, segundo esse conceito, o processo seria de dentro pra fora. E envolve tanto
Só pra esclarecer, usei a beleza como referência pra esse post, mas poderia ser qq outro predicado. Só que com beleza - que é exterior, não precisa nem conhecer a pessoa direito pra pensar isso dela e até tem alguns  critérios definidos - é mais fácil de mostrar a minha dúvida.
 E vc? O que acha? Psicõlogos, quero vossa opinião!

5 comentários:

Sra. Mari disse...

Eu concordo que quanto mais elogios, mais a gente vai ficando com a auto estima em alta !

E isso é com outros fatores tbem, se o povo elogia que vc é uma boa profissional, vc acaba que acredita nisso.

E por ai vai ..

bj

Elaine Lobato disse...

Paola, auto-estima é um sentimento muitíssimo pessoal... também você aborda muitos assuntos ,daria para compor uma mesa redonda para discutir os conceitos mencionados no seu texto.
Acho importante a valorizar as pessoas, quanto mais valorizamos as pessoas mais elas podem melhorar em qualquer situação!
Também acredito que devemos ter humildade ao ter o reconhecimento das pessoas e entender que isso acontece temos empatia por algumas pessoas e não temos por outras!
Sinceramente não entendo as pessoas deslumbradas , pior conheço muitas pessoas deslumbradas que fazem muitas besteiras e nem são artistas ou famosos!
Pé no chão, não é uma atitude comum; atualmente...vivemos a sociedade do deslumbre!
No mais, como diz o poeta: " Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é"
Adoro vc!!!!!!!!!!!!!

Jackie disse...

Olá.... eu acho que na verdade isso é um conjunto... do interno e do externo, onde o que prevalece é sempre como vc está se sentindo, como está o seu HUMOR.

por ex. Vc se arruma, faz o cabelo, está se achando maravilhosa, e está mesmo, massssss vc sai na rua e passa do lado de uma modelo, que todo mundo está babando, naquele momento vc murcha e se sente a criatura mais desajeitada do mundo...., vc não ficou feia de um minuto pra outro , só apareceu alguém mais bonito ainda, mas vc é uma pessoa insegura e ja se sente um trapo velho, mesmo que as pessoas não te achem assim...

E tem tbm aqueles dias, de TPM que vc está linda mas olha no espelho e pensa afff que horror, to inchada aqui e ali.... e se alguémm diz que vc ta linda e maravilhosa, oq vc pensa???? acha que a pessoa ta dizendo aquilo só pra vc se sentir melhor, ta mentindo pra te agradar , e vc segue se achando um horror, se vc não tivesse de TPM teria ganho o dia mas o mal-humor cega vc haahauahahuah

( escrevi quase um mini-post... afff)

Cynthia Barreto disse...

Nossa, achei este post muito complexo...rs! Acho que nem sei o que opinar...kkk!!

Beijos!

Any disse...

Sabe que aconteceu comigo algo parecido??
Tem um monte de gente falando que eu emagreci. Eu não tava achando isso, mas comecei a acreditar... hehehe
Tomara q seja verdade!!! :-))
Bjs!!!