terça-feira, 25 de agosto de 2009

E o meu João, que é fanático por futebol, mas menino de apartamento, ontem foi chutar a bola e chutou a cama.
E me ligou pra dizer que não tava nem conseguindo encostar o pé no chão. A mãe má achou que era drama pranão ir pra natação e mandou ele ir mesmo assim, pq na natação não precisa por o pé no chão.
De noite eu vi que o pé tava inchado e o dedinho roxo, morri de culpa, hj acordamos cedo e fomos tirar um raio x. E deu que tava descolada a cartilagem do dedo.
Aí imobilizou, passou remédio que eu acho que deu alguma liga no menino que agora ele não sossega. Não adianta dizer que o pé tem que ficar parado.
Minha amiga Bruna me lembrou que qdo ela era criança era doida pra quebrar alguma coisa. Lembrei que eu tbm. Loucura, né?
Por outro lado, machuquei o dedo da mão no bate-bate do aniversário dos gêmeos há um mês e ele continua doendo e eu ainda não fiz nada a respeito. Ao contrário, continuo fazendo tudo errado, pq ele é o dedo q mais uso ao digitar e pergunta se eu parei???
PS: to ouvindo 'Braseiro", da Roberta Sá. Adoro ela.

2 comentários:

Sra. Mari disse...

tadinho do joao ... e não é que vc é má, por telefone nao dá pra saber. Essas coisas acontecem quando se é criança ...
melhoras pra ele e vê se cuida do seu dedo.

Bjo

Janinha disse...

Oh, tadinho, eu tb era de apartamento, sempre fui patetona, e minha mãe tb achava que era frescura quando me machucava (até pq era quase sempre, rs).

E agora sim, tudo fica mais difícil, ele não vai parar, pra dar banho é um saco, literalmente, coça, esquenta, argh!

Não dá pra querer quebrar nada, pq é ruim, heheheh.

Bjocas.