domingo, 17 de abril de 2011

E passou o tempo

E o tempo passou e eu nem vim dizer que fiz aniversário, que tive aula a semana toda, que estou com novo visual, que vou pra SP na semana santa. E que recebi um cartão lindo da Elaine pelo meu aniversário, que nem acreditei qdo abri. Sei que somos eternamente responsáveis pelo que cativamos, mas juro que não me acho merecedora de tanto carinho. Obrigada, minha querida, vc é mto especial.
Eu completei 31 anos. E ganhei de um amigo do trabalho mto querido um livro chamado "A mulher de 30 anos" de Honoré de Balzac. É por causa desse livro que as mulheres de 30 são chamadas de balzaquianas. Ainda to no meio (e to adorando), mas sei que ele diz que uma mulher de 30 anos é muito, muito mais interessante, bonita, plena que a de 20. No auge de sua vida sexual e com pleno domínio da arte da conquista. 
Ano passado, na crise de completar 30, não concordaria. Hoje concordo. Tenho saudade do meu corpitho de 25 e do meu metabolismo de outrora, mas hoje me acho uma pessoa mais legal, mais desencanada, mais cheia de mim. Hoje sei o que me beneficia, o que me valoriza e o que não. Aos 30, não me exponho mais a experiências que sei que são furadas - apesar de sempre ter sido uma pessoa que para pra pensar se tá fazendo o que tá fazendo pq gosta ou pq todo mundo ta fazendo o mesmo. Sei do que gosto e faço o que quero. E pronto.
Enfim, aquela velha história do "queria ter a cabeça de agora e a juventude que perdi".
Aí que procurando comentários sobre o tal livro, achei esse texto em um outro blog. Gostei e resolvi dividir, mas não achei o autor:

"Tome a mesma moça aos 20 e aos 30 anos. No segundo momento ela será umas sete ou oito vezes mais interessante, sedutora e irresistível do que no primeiro…
Ela perde o frescor juvenil, é verdade. Mas também o ar inseguro de quem ainda não sabe direito o que quer da vida, de si mesma e de um homem. Não sustenta mais aquele ar ingênuo, uma característica sexy da mulher de 20. Só que isso é compensado por outros atributos encantadores que reveste a mulher de 30.
Como se conhece melhor, ela é muito mais autêntica, centrada, certeira no trato consigo mesma e com seu homem. Aos 30, a mulher tem uma relação mais saudável com o próprio corpo e orgulho da sua vagina, das suas carnes sinuosas, do seu cheiro cítrico. Não briga mais com nada disso. Na verdade, ela quer brigar o menos possível. Está interessada em absorver do mundo o que lhe parecer justo e útil, ignorando o que for feio e baixo – astral. Quer é ser feliz. Se o seu homem não gosta dela do jeito que é, que vá procurar outra. Ela só quer quem a mereça.
Aos 30 anos, a mulher sabe se vestir. Domina a arte de valorizar os pontos fortes e disfarçar o que não interessa mostrar. Sabe escolher sapatos e acessórios, tecidos e decotes, maquiagem e corte de cabelo. Gasta mais porque tem mais dinheiro. Mas, sobretudo, gasta melhor. E tem gestos mais delicados e elegantes.
Aos 30, ela carrega um olhar muito mais matador quando interessa matar. E finge indiferença com muito mais competência quando interessa repelir. Ela não é mais bobinha. Não que fique menos inconstante. Mulher que é mulher,se pudesse, não vestiria duas vezes a mesma roupa nem acordaria dois dias seguidos com o mesmo humor. Mas, aos 30 ela,já sabe lidar melhor com esse aspecto peculiar da sua condição feminina. E poupa (exceto quando não quer) o seu homem desses altos e baixos hormonais que aos 20 a atingiam e quem mais estivesse por perto, irremediavelmente.
Aos 20, a mulher tem espinhas. Aos 30, tem pintas, encantadoras trilhas de pintas, que só sabem mesmo onde terminam uns poucos e sortudos escolhidos.
Sim, aos 20 a mulher é escolhida. Aos 30, é ela quem escolhe. E não veste mais calcinhas que não lhe favorecem. Só usa lingeries com altíssimo poder de fogo. Também aprende a se perfumar na dose certa, com a fragrância exata.
A mulher de 30, mais do que aos 20, cheira bem, dá gosto de olhar, captura os sentidos, provoca fome. Aos 30, ela é mais natural, sábia e serena. Menos ansiosa, menos estabanada. Até seus dentes parecem mais claros; seus lábios, mais reluzentes; sua saliva, mais potável. E o brilho da pele não é a oleosidade dos 20 anos, mas pura luminosidade.
Aos 20 ela rói as unhas. Aos 30, constrói para si mãos plásticas e perfeitas. Ainda desenvolve um toque ao mesmo tempo firme e suave. Ocorre algo parecido com os pés, que atingem uma exatidão estética insuperável. Acontece alguma coisa também com os cílios, o desenho das sobrancelhas, o jeito de olhar. Fica tudo mais glamouroso, mais sexualmente arguto.
Aos 30, quando ousa, no que quer que seja, a mulher costuma acertar em cheio. No jogo com os homens já aprendeu a atuar no contra – ataque. Quando dá o bote é para liquidar a fatura. Ela sabe dominar seu parceiro sem que ele se sinta dominado. Mostra a sua força na hora certa e de forma sutil.
Não para exibir poder, mas para resolver tudo ao seu favor antes de chegar ao ponto de precisar exibi-lo. Consegue o que pretende sem confrontos inúteis. Sabiamente, goza das prerrogativas da condição feminina sem engolir sapos supostamente decorrentes do fato de ser mulher."

8 comentários:

Silvana Alves disse...

tenho 30 anos.. e aprendi que mulher de 30 é muito mais mulher... ama, respeita, entende e vive...
amei!!!!
parabéns e uma linda semana

Sra. Mari disse...

Nossa ... deu até vontade de fazer 30 anos ! rss Tá, não vou exagerar, mas pelo menos fiquei mais tranquila com a certeza de que daqui poucos dias eu vou ter mais do que vinte e poucos anos, e cada vez mais perto dos 30.
Adorei o texto.
E sobre a receita do blog, vc consegue sim. É facil.

Bjocas

Luciana disse...

Paola, parabéns! Muitas felicidades querida! Muita saúde! E aproveite tudo de bom que a vida nos oferece..! Beijo

Bibia Bueno disse...

Com 30 entrei em crise. Com 31 estou adorando essa idade. Adorei o texto, obrigada por dividí-lo.

Beijos!

Lady Kate às avessas disse...

Adorei!!!
Feliz aniversário atrasado, e obrigada pelo carinho lá no meu blog!
beijinhos

* Jane by Jane disse...

Hei lindona de abril !
Parabens pelo aniversário, pela inteligencia emocional...rs
Saúde e surpresas boas este 'ano novo'
Beijocas

Liliane disse...

Parabéns atrasado. Acho que vou comprar esse livro...já, já vou para os 30! :)
Beijos

la mì disse...

Hi!my name's martina and I come from Italy...I'd like you visit my blog and if you want... follow me! I wait you and your tips!
kisses ;D
marti