terça-feira, 12 de agosto de 2008

No ritmo das olimpíadas

Aliando os projetos "Noiva esbelta 2009" e "Por uma vida mais saudável aos 30" e, ainda, no embalo das Olimpíadas de Pequim, as quais tenho assistido na medida do possível, hoje voltei a nadar.

Quando fui matricular o João Lucas semana passada no Clube do Remo, não resisti e me matriculei também. Sempre gostei de nadar. Além de estar na água (quer dizer, eu não suo, coisa que eu não suporto), é um esporte que me desafia, talvez o único. Sempre pretendo fazer uma braçada mais perfeita, quero aprender todas as artimanhas da respiração, quero bater a perna direitinho. Como isso não é comum, dessa única ariana não-esportista que se tem notícia, eu tenho que agarrar esses impulsos com unhas e dentes. Foi o que eu fiz.

Hoje, na minha primeira aula, nadei 725 metros. O professor me mandou pegar leve, já que faz tempo que eu não nado. Então, nadei só isso. Mas fiquei secando lá as pessoas que dividiam a piscina comigo. Tinha gente lá que nada tão bem... Estou inspirada a ser a próxima Joanna Maranhão.

Hoje à tarde, chegaram três revistas direto do Planalto Central para mim, enviadas pelos meus tios-pais-padrinhos-conselheiros-travesseiros Jones e Ana Célia. São duas Vips noivas e uma Inesquecível Casamento Brasília, esta sim eu tinha encomendado. Amei todas! Li, reli, li, reli, qdo vi, até o João Lucas já estava lendo comigo. Tem cada coisa.... Acho que eu tinha que casar umas três vezes para enviar todos os convites que acho que combinam comigo, umas cinco pra usar todos os vestidos que eu acho belíssimos e umas doze pra ter todas aquelas decorações deslumbrantes que eu vejo nas revistas. Vou tentar convencer o Leo a comemorar bodas de papel, de madeira, de ferro, de pérola, de prata, só pra satisfazer meus desejos.

Por hoje é só. Vou voltar a tv pra assistir ginástica de solo. Quem sabe eu me inspiro? hehehehe

3 comentários:

Anônimo disse...

Adorei! Já pode escrever um livro! Seu texto é bem escrito, dinâmico e bem humorado! Estou impressionada! Não dizem que para se sentir realizada na vida é preciso 3 coisas: escrever um livro, ter um filho e plantar uma árvore! Mãos à obra! Beijinhos

sheyla disse...

errei! Não sou anônima...sou eu, Sheyla.

Carol disse...

Adoreeeeeeei!!!! Só esqueceste de dizer quantas vezes terás que ganhar na mega sena pra comemorar todas essas bodas desse jeito! hehehehe...
Bjoooooooooooo