domingo, 13 de dezembro de 2009

Renovar os votos

Toda vez que vou a algum casamento sinto que renovo os votos de alguma maneira. Acho que o sermão do padre é pros noivos, sim, mas que eu sempre posso aprender um pouquinho com isso ou com aquilo que o padre diz. Apesar de não ser católica e não concordar com mtas coisas da igreja católica, acho que é desarrazoado achar que conselhos do tipo, 'seja fiel', "não durma brigado" e "respeite sua família" sejam maus conselhos. E sempre repito mentalmente que é na alegria e na tristeza, e na saúde e na doença.



Ontem foi um dia de mtos eventos: tínhamos o aniversário de 30 anos de um dos melhores amigos do Leo, de infância, que nunca comemora, mas que nesse ano resolveu comemorar; o casamento de um grande amigo do trabalho, o Alberto, que depois de 7 anos e meio parou de enrolar a Ana Alice e as bodas de 25 anos dos pais da Camila, uma daquelas amigas pra sempre. Td na mesma hora e não podíamos faltar nenhum dos três.

Alberto e Ana recém casados

Fizemos assim: o Leo foi no aniversário e eu fui pra cerimônia religiosa do casamento do Alberto, que foi na mesma igreja que a gente casou. Peguei uma carona até a festa e o Leo foi me encontrar lá, praticamente só cumprimentou os noivos, e seguimos pra festa de bodas que foi no mesmo local onde foi nossa recepção (aí é impossível não relembrar de tudo).



Vendo, na mesma noite, uma família se formando e outra que acertou seu caminho, bem sucedida fazendo tudo de novo, foi impossível não pensar que fiz a escolha certa e que faria td outra vez (aliás, essa era a frase do convite: "faria td outra vez, se preciso fosse, meu amor") e que quero comemorar meu aniversário de casamento todos os anos. Todos os anos reafirmar a minha escolha e dizer pro padre que eu aceito, e que,sim, é na alegria e na tristeza e é na saúde e na doença. Mês que vem faço um ano de casada e queria td de novo.



Claro que a vida não é só feita de flores, festas e cerimônias, mas eu não deixo de admirar quem, depois de sete anos e meio, que fica naquela posição do ou vai ou racha, e resolve casar e investir (pq conheço mtos que nessa hora, caem fora) e quem, depois de 25 anos, faz uma super festa pra dividir com os amigos essa felicidade de uma família construída.

Leo, eu, Rodolfo, Carol e Camila nas bodas de prata dos pais dela


A Ana, a noiva de ontem, falou uma coisa bem legal durante a troca das alianças: "foram mtos momentos, uns bons, outros nem tanto, mas que agora me fazem ter certeza que vc é o melhor pra mim". Acho que é mais ou menos isso, que o casal da bodas e eu e Leo repetimos internamente.

5 comentários:

disse...

Oi Paola,
Concordo com vc... não concordo com algumas coisas da Igreja, mas cada casamento é um ensinamento... adorei seu post...
Beijos!!!

Than disse...

Q lindo isso q a noiva falou!
E é vdd, eu tb me sinto meio q renovada a cada casamento.
Acho q palavras bonitas e sábias independem da religião, alias, elas são sempre bem vindas!

Bjs

❀ Déia Musso ❀ disse...

Ai, concordo com a Than =)
E obrigada pelos parabéns pro marido, achei legal ter comentado amiga *.*

Linda semana

bzoo

veri disse...

ai q lindo
concordo plenamente
quero fazer esses votos tb com meu marido

boa semana

bjum

Janinha disse...

Concordo, em cada casamento que vou, cada sermão que ouço, fica mais claro que foi a escolha mais acertada que fiz. E como é bom ter essa certeza... a dúvida é tão dolorosa... viva os noivos, casados e amados.

Bjocas.