sábado, 19 de março de 2011

A bronca da semana é...

Que eu sou muito ingênua. Várias pessoas vieram me dizer.
E sou mesmo.
E eu juro que tento ver maldade nas pessoas. Tento mesmo. Mas não consigo.
Tá, não é exatamente ver a maldade. É ver a verdade. Se a pessoa ta me elogiando querendo me meter uma faca nas costas, eu não consigo (nunca) perceber essa intenção.
E eu acredito nas pessoas, de confiar nelas. Preciso dizer qto que já me magoei com isso?
Sou uma pessoa que tem fé na humanidade, mas de um jeito ruim, acho. Pq acabo me dando mal de tanto acreditar nos outros.
É que, em regra, sempre acho que a maldade é problema de quem a tem. Mas deveria estar mais protegida pra lidar com isso, ngm esta imune a maldade dos outros.
E isso acontece em todas as esferas. Pessoal, familiar, trabalho.
Sabe aquelas pessoas que vieram me dizer que sou ingênua que mencionei na primeira linha? Elas vieram me dizer com base  em fatos, situações recentes.
Mas tbm deve ser um saco ficar desconfiando de tudo e de todos, ser uma pessoa maliciosa. Vendo maldade em tudo.
Como em todos os outros aspectos, equilíbrio é essencial.
Mas eu to longe disso. Acaba que eu vou pro outro extremo, desconfio, desconfio, desconfio até voltar a confiar de novo, dois minutos depois.
Nesse momento, eu só quero saber em quem posso confiar.

5 comentários:

Cynthia Barreto disse...

Sim Paola, desconfiar de tudo e todos o tempo todo deve mesmo ser um saco, mas fechar os olhos e crer sempre, não é o melhor a fazer.

Se uma pessoa lhe puxar o tapete nunca mais confie... Eu pelo menos não creio em quem me sacaneia, mesmo que seja uma vez apenas!

Beijos!!

Elaine Lobato disse...

ah Paola , acho que muitas pessoas são assim como vc acreditam nas outras, por outro lado há muitas pessoas aproveitadoras e oportunistas ...
Sabe que tento me afastar dessas pessoas! E muitas vezes acontece esse tipo de situação comigo e morro de vontade de escrever no blog a minha frustração e desilusão porque no fim, nos sentimos "idiotas" e "bobas" mas penso que na verdade tenho que apurar meu senso crítico, e perceber que em um momento as pessoas lhe pedem ajuda, a gente demonstra generosidade e é o que a pessoa precisa para explorar e desdenhar de vc!
Aí vc pensa " Nossa! pq? a situação mudou? "
Uma vez vi no programa saia justa , em que algumas situações nos tornamos reféns de certas pessoas...
ahhhhh será que te ajudei? fiquei preocupada com vc! Entra no msn!!

bjssss

sheyla disse...

Eu, eu, escolhe eu!

Sra. Mari disse...

é ... não é facil saber em quem confiar, ou em quem não confiar. Mas acho que se a gente soubesse de tudo, a vida não teria graça !

bjocas

obs. eu arrumei a imagem do blog pra vc. Me passa o endereço de email pra te mandar.

Janinha disse...

Ah equilibrio... coisinha difícil né? Eu sou tb muito crédula... mas prefiro assim. Uma vez esposo me disse que eu deveria me proteger mais, confiar menos. Pensei nisso e na hora veio a minha resposta... eu não seria feliz. Então resolvi ser magoada às vezes, do que ser infeliz sempre.
E as pessoas mudam muito tb. Alguem qe era extremamente confiavel, por alguma coisa qualquer (inveja, frustração, malediciência) pode de repente ser péssima... ninguem tá livre disso. Então não dá pra encanar.. pelo menos eu acho. Bjocas.